5 passos para acertar na hora de falar com a imprensa

5 passos para acertar na hora de falar com a imprensa

Falar com a imprensa, em tempos de pandemia, não está sendo das tarefas mais fáceis, como já falamos aqui. Mas é preciso seguir com o trabalho de disseminação da informação, certo? Para facilitar a vida de todos, reunimos 5 passos para acertar na hora de falar com a imprensa.

 A imprensa anda em fase de total adaptação. Aquilo que parecia algo com data marcada se estende cada vez mais e ninguém sabe os caminhos que a pandemia vai tomar. Isso afeta, obviamente, o modus operandi da imprensa, que vai se adaptando conforme a situação vai perdurando. E a pergunta é: como continuar falando com a imprensa em tempos tão conturbados? Nós já falamos sobre isso por aqui, antes mesmo da pandemia, mas agora elencamos 5 passos que podem ajudar seu trabalho:

  1. Use o telefone apenas quando necessário

Sim, o follow-up se tornou artigo de luxo, até porque se torna cada vez mais difícil ser atendido pelo jornalista. Se essa era uma realidade que já existia, por causa da falta de tempos e das redações reduzidas, agora, então, ela tem um sobrenome: Covid-19. A grande maioria da imprensa quer dados e informações sobre a pandemia, sobre as consequências da pandemia e sobre soluções para a pandemia. Se o seu assunto está dentro desse escopo, você tem ainda mais chances de emplacar uma notícia na imprensa. Use o follow-up de forma inteligente e, por telefone, só quando necessário.

  1. Entenda do que o veículo precisa

Ligar ou mandar email para um veículo com uma pauta que não tenha a ver com a linha editorial que é trabalhada pela sua equipe é uma total falta de tempo e, também, é contraproducente. Perde o seu tempo e, talvez, o do veículo, caso o jornalista pare para ver seu release, não é mesmo? Então, entenda o veículo, pesquise sua linha editorial de imprensa e vá com uma sugestão relevante para ele. E aí, sim, suas chances aumentam muito.

  1. Tenha todas os dados na ponta da língua ou no papel

Você conseguiu ser atendido pelo jornalista? Faça com que isso seja realmente uma sorte para você e para ele!!!  O que isso significa? Aproveite ao máximo a ligação, tenha todos os dados e informações para a sugestão de pauta na ponta da língua ou na sua frente, não fique “vendido”, como se diz no popular, e nem desperdice o tempo do profissional de imprensa. Otimize o contato e terá mais chances de emplacar sua pauta, e de ser bem recebido na próxima vez.

  1. Não estenda a conversa

Fale o necessário. Seja sucinto. Venda a pauta, conte os dados, responda às perguntas do jornalista e ponto final. Estamos todos correndo contra o tempo nesse mercado de imprensa. Há algum tempo, tínhamos o luxo de conseguir bater um papo com o jornalista por telefone. Mas, hoje, com a urgência das redações, é preciso foco e dinamismo. Então, conte o necessário, veja o que o jornalista precisa e faça o restante da troca por e-mail. Acredite, vai ser bom para ambos os lados.

  1. Aproveite para entender como aquele jornalista pensa

Não é para estender a conversa, claro. Mas, independentemente do resultado, quer você venda a pauta ou não, pergunte o que aquele jornalista precisa, que tipo de pauta interessa para ele. Use um minutinho do tempo para que ele possa te falar o que deseja e, assim, facilitar os próximos contatos. Lembre-se, follow-up, hoje em dia, é ouro, e entender o que a imprensa quer pode ser o ingrediente que falta para seu melhor resultado.

Avise aqui se você já usa essas boas práticas e nos ajude com outras, caso elas não estejam aqui. Vamos ajudar a construir uma rotina mais otimizada e fácil para todo mundo. Os tempos são de ainda mais cooperação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}