Jornalista gosta de follow-up?

Jornalista gosta de follow-up?

Nenhum jornalista de redação quer ser interrompido no meio de uma tarefa importante e ninguém gosta de atrapalhar colegas de profissão, concorda? Pois bem, mas como resolver esse relacionamento?

Jornalistas de redação apuram informações, fazem mil entrevistas e escrevem ou produzem matérias. E, no meio dessa rotina agitada, toca o telefone com um assessor animado para fazer uma sugestão de pauta. É o famoso e temido follow up em ação.

O volume de ligações em algumas redações é tanto que, no desespero de conseguir concentração para trabalhar, alguns até optam por baixar o volume ou mesmo nem ter ramal fixo na mesa. Isso é resultado de redações cada vez com equipes mais enxutas versus demandas de trabalho bem altas.

Do outro lado do follow up, lá estão os assessores de imprensa buscando sempre divulgações relevantes para seus clientes. Ficam frustrados por investirem muito tempo do seu dia a dia tentando falar com profissionais “chaves” para bons resultados. São diversos editores, pauteiros, produtores e repórteres de quem tentam de alguma forma se aproximar.

Como otimizar o relacionamento entre jornalistas e assessores?

Este é um assunto sempre polêmico e difícil de encontrar um consenso de qual é a melhor solução. Mas o ponto é que não há como jornalistas terem boas ideias de pautas o tempo todo sem se relacionar com assessores e clientes das assessorias não ficarão satisfeitos se suas novidades se mantiverem distantes das mídias foco.

Ninguém quer ser interrompido e ninguém gosta de atrapalhar colegas de profissão, concorda? Pois bem, mas como resolver esse impasse? Apps como o Whatsapp e emails servem como alternativas paliativas ao telefone, porém, ainda não são práticos o suficiente e ainda podem ser inconvenientes.

A solução para contatar jornalistas?

O mundo ideal seria existir uma ferramenta que conectasse os dois lados de maneira objetiva e que pudesse ser acessada de qualquer lugar via celular e no momento que fosse mais propício. Dessa forma todos os envolvidos no follow up ficam satisfeitos e trabalham otimizando seu tempo e aproveitando-o de maneira mais produtiva, não é mesmo?

Então, queremos te contar que essa solução já existe e está há um ano em operação, sendo aprimorada por nós da Press Manager. Não sabia? Então, venha conosco nessa jornada de evolução do follow up que estamos aprimorando todos os dias há um ano. O Press Voice é o representante da nossa torcida diária para que esta atividade passe de mal visto para a atividade mais amada na relação entre assessores de imprensa e jornalistas de redação. É gratuito e temos certeza que vai gostar. Acesse aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}