Quem é o público do seu cliente?

  • plataforma completa de gestão online para Assessorias de Imprensa

    Entenda por que, para traçar estratégias assertivas de comunicação, entender quem é o público do seu cliente, com quem a marca realmente “conversa”, é o passo mais importante.

    Entender quem é o público do seu cliente é o primeiro passo para criar estratégias assertivas de comunicação. De nada adianta querer abraçar todas as mídias e todos os mercados – até porque isso é impossível, né? O foco talvez seja a melhor arma que você pode usar para chamar atenção das pessoas certas. Ah, e um detalhe, no caso de assessores, ainda é preciso levar em conta dois tipos de público alvo, o jornalista e o leitor/telespectador/consumidor da informação. Essa dobradinha pode trazer resultados mais reais, mesmo que em menor número.

    É aquela velha história: vale mais um relatório com milhares de publicações que não necessariamente estão dialogando com o público do seu cliente ou resultados mais tímidos, mas em publicações que realmente fazem parte do dia a dia do mercado desejado? Essa é sempre uma questão polêmica, já que mesmo os clientes, muitas vezes, têm preferência pela quantidade. Mas a gente acredita que a qualidade precisa andar na frente. Então, consideramos os dois públicos:

    1. Público-alvo jornalista – enviar o release para quem realmente vai se interessar por ele é fundamental. Já falamos aqui (Para quem eu mando meu release) sobre como saber com quem falar. É preciso escolher o mailing pela necessidade e preferência do cliente, sempre. O disparo puro e em larga escala, nos dias de hoje, só faz retornar muitos e-mails com “obrigada, mas não”. Frustrante, não é mesmo? Para escapar, só falando com as pessoas certas, ou pelo menos, aquelas que você acredita que são. E aí contar com o ingrediente pauta boa para conseguir emplacar.
    2. Público-alvo final – redes sociais e mesmo publicações que serão abordadas precisam estar dentro de um desenho de mercado a ser atingido. Na hora de escolher o mailing, ok, você pensa em que veículos o cliente do seu cliente consome. E na hora das redes sociais, é preciso abusar dessa estratégia! Desde a escolha de imagens, texto até hashtags, tudo precisa chamar atenção das pessoas certas. Cada vez mais, entender quem é o consumidor da informação é mais importante.

    Quando você vai “vender seu peixe”, saber com quem fala é essencial. Se a pessoa não precisa do seu “produto”, de que adianta? Se ela não vai consumir a informação que você “vende”, de que vale esse esforço? Pense lá na frente: para quem a notícia é importante, de que forma ela pode melhorar a vida dessa pessoa, no que ela impacta e reverbera? Com esse pensamento estratégico, fica mais fácil “conversar” com o melhor público para o seu cliente.

    Como você desenha o público alvo dos seus clientes? Tem alguma dica que ajude seus colegas a melhorarem o dia a dia de trabalho? Compartilhe aqui!