O que um e-book tem a ver com assessoria de imprensa?

O que um e-book tem a ver com assessoria de imprensa?

Tudo! Um e-book pode ajudar uma empresa a ganhar notoriedade em buscas no Google e assim trazer mais credibilidade às pautas sugeridas por assessores de imprensa

E-book é uma das formas mais comuns de ganhar leads na internet. É um dos mais famosos “caça-cliques” da internet e não tem nada de novidade, porém, é uma estratégia de marketing online, que se atrelada às ações de assessoria de imprensa podem render bons frutos.

Para começo de conversa, um e-book de peso é aquele recheado de informações relevantes e sem enrolação. Estamos falando aqui de conteúdo que vale a pena ser lido e não autopromoção de uma marca ou serviço. Para isso, é interessante envolver na produção do texto redatores e jornalistas, assim o e-book poderá ganhar mais repercussão, ok?

Por outro lado, um e-book bem elaborado sobre um assunto que é muito procurado no Google faz uma empresa ganha relevância e aparecer mais em busca por palavras-chave, com base em técnicas de SEO. E isso significa ganhar notoriedade para falar sobre determinado assunto em uma entrevista para jornalistas!

Quando um jornalista de redação de um grande veículo recebe uma sugestão de pauta ou um release, o que é a primeira coisa que ele vai fazer se não conhece a fonte? Ir no Google dar uma olhada para ver quem é! E aí concorda que se o seu cliente aparece logo na primeira página da busca terá mais credibilidade e mais potencial para ser entrevistado?

Além disso, é interessante que assessores de imprensa também elaborem uma pauta sobre o assunto e coloquem o link do e-book no “Saiba Mais” do fim do release (Nossa ferramenta permite inserir link de conteúdos externos). Ao incluir o e-book em sugestões de pautas, evita também que precisem ser elaborados releases enormes com muita informação. Se o jornalista se interessar, pode dar uma olhada no e-book e ver que a empresa tem propriedade para falar do assunto.

Por fim, vamos a duas dicas práticas para incluir e-books em ações de assessoria de imprensa. A primeira é que o acesso ao conteúdo deve ser completamente gratuito e o cadastro para fazer o download (o tal gerador de leads) precisa ser o mais simples possível, sem CPF, endereço ou qualquer outro dado que possa gerar receios. Nome e email já são suficientes para muitas ações futuras da turma de marketing. Telefone é bacana pedir, mas é melhor sempre deixar como preenchimento opcional.

O outro ponto de atenção é que incluir links como o do e-book em emails requer cuidados por ser um dos pontos principais de levar remetentes para listas negras de spam! Com isso é recomendado contar com o suporte de disparadores como o que temos por aqui no Press Manager, que te protege de todo e qualquer inconveniente do gênero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}