Números de cliques x resultados efetivos

Números de cliques x resultados efetivos

Usar sua base de e-mails para se comunicar de uma forma eficaz com um público que já está interessado no seu produto e empresa é sensacional. Mas lembre-se: é preciso ter em mente objetivos bem desenhados, para conseguir medir número de cliques x resultados efetivos sem muita dor de cabeça e sem perder o gás.

Calcular o número de cliques de leitura x os resultados efetivos de uma ação de e-mail marketing não é tarefa muito simples. Qual seu objetivo com essa interação com o seu público-alvo? Você sabe? Muitas empresas acabam fazendo disparos sem o devido plano de voo. Já viu avião decolar sem saber exatamente onde quer chegar? Pois essa metáfora é essencial para qualquer ação que envolva interação com o público alvo, ou você pode ficar com aquela sensação de que morreu na praia. Estamos cheios de figuras de linguagem hoje, né? Mas vamos explicar exatamente onde queremos chegar.

Conseguir uma boa base de e-mails enviados de maneira espontânea por seu leitor/consumidor é metade do caminho do engajamento. Ele QUER receber notícias suas, certo? Não aproveitar esse movimento pode ser um tiro no pé, mas usar esse tesouro de uma forma desatenta também pode ser. É preciso lidar com muita maturidade com sua base de clientes e entregar algo que seja realmente útil. Só assim, a relação pode continuar.

Primeiro passo: desenhar seus objetivos. O que você quer com a interação? Que seus leitores leiam seus textos, no caso de um blog? Que cheguem à sua página de produtos, no caso de um site comercial? Ou quer aumentar seus números nas redes sociais? Cada um desses objetivos vai orientar você a um tipo diferente de formato (podemos falar deles em um outro conteúdo, que tal?), e é aí que entra o objetivo na hora de medir resultados.

Como medir a relação números de cliques x resultados efetivos

Se você acha pouco que uma média de 5% das pessoas receba seu e-mail marketing clique e vá para algum lugar – seja blog, site ou rede social, saiba que você está errado. Esse número está, inclusive, acima da média. O fato é que a maioria das pessoas que recebe um e-mail marketing e deleta sem nem saber o que é (sim, esse movimento existe e é grande. Meça por você – qual a quantidade de e-mails que você recebe de empresas ou veículos de comunicação e efetivamente lê?) até lê seu conteúdo, mas não tem tempo ou interesse para chegar a clicar e ir para onde você quer que ele vá (vale de novo a pergunta: em quantos e-mails que foram lidos você clicou nos últimos tempos?).

Lembre-se: medir o mercado pelas ações que nós, como público e leitor, realizamos, é um bom começo. Não fique de cabelos em pé (ou sem eles) se somente algumas pessoas (na sua opinião) realizaram a ação que você desenhou ao construir sua estratégia. Vá atrás de dados reais e invista um tempo em cada formato – é impossível ter uma boa medição de resultados em uma primeira tentativa. Estudo de mercado, sensibilidade para entender o que o cliente/leitor quer, formatos assertivos e persistência. Talvez aí esteja uma boa receita para começar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}