Dilema: o jornalista precisa da fonte, mas muitas vezes não quer ser incomodado pelo assessor

Dilema: o jornalista precisa da fonte, mas muitas vezes não quer ser incomodado pelo assessor

De um lado jornalistas cansados de tantos assessores querendo emplacar pautas. Do outro, assessores apenas precisando fazer seu trabalho. Como resolver?

A relação entre jornalistas e assessores é uma via de mão dupla e o ponto ‘X’ da questão é que precisa ser uma relação de parceria. Claro que quando um jornalista está no meio de uma apuração importante ou em pleno fechamento, o que ele menos quer é um telefone tocando sem parar. Além do barulho da chamada que pode incomodar, atender a ligação significa perder o foco e ter que começar tudo de novo.

Não queremos aqui pregar o que é certo ou errado na relação entre assessores e jornalistas de redação, mas, sim lembrar a velha máxima de que ‘gentileza que gera gentileza’. Jornalistas também ficam incomodados quando entram em contato com assessores e não recebem um bom atendimento, geralmente em prazos bem curtos.

Então, se um jornalista não pode atender, é melhor desviar as chamadas para alguém que possa atender ou algo semelhante. Afinal, também é cansativo ligar nas redações e não conseguir falar com ninguém. Temos que tentar pensar também no dilema nos outros. Toda moeda tem dois lados.

Mesmo que a ligação do assessor fazendo follow up não seja sempre bem-vinda, se um jornalista a atendeu, é bacana ser gentil e dar atenção de verdade ao que está sendo dito. E se não é uma pauta interessante, educadamente, é gentil dizer que não é seu foco, isso ajuda e muito. Usar a tática de ‘não ouvir’ e dar um endereço para enviar um e-mail que nunca será lido só lota caixas postais e não resolve o lado de ninguém.

Assessores dependem de publicações e mailings. Isso é fato. Pode ser que tenham seu contato associado, infelizmente, a uma editoria errada. Acontece muito no mundo dinâmico que vivemos. O mesmo vale para emails. Sabemos que é bem difícil que jornalistas de redação, principalmente de veículos de grande porte, consigam ser gentis e responder todos os emails. Mas, quem sabe uma linha de uma resposta bem objetiva, seja ela positiva ou negativa, já não faça os telefones da redação tocarem menos e, assim, que jornalistas tenham seu tempo mais otimizado?

ASSESSORIA: Cadastre GRATUITAMENTE especialistas no banco de fontes e atenda as demandas das redações.

REDAÇÃO: Baixe AGORA MESMO o APP Press Voice, solução que garante mais agilidade no dia a dia da redação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}