Comunicação colaborativa, uma tendência a serviço de todos

Comunicação colaborativa, uma tendência a serviço de todos

Trazer os consumidores de informação para ajudar na hora de construir conteúdo é apenas uma parte da comunicação colaborativa, você sabia?

A comunicação colaborativa virou tendência com o aumento do engajamento via redes sociais. Nós mesmos vivemos perguntando a opinião de vocês enquanto leitores, e utilizamos alguns parceiros que nos ajudam na escolha dos assuntos e na coleta de dados. Afinal, quem melhor do que os próprios consumidores de informação para dizerem o que interessa, não é mesmo? Apesar de ser condição básica para a comunicação colaborativa, a participação do mercado consumidor não é o único ponto. O processo colaborativo, hoje, está indo além e aumentando a qualidade do mercado.

Nós já falamos muitas vezes aqui sobre a necessidade do fim da rivalidade dentro do mercado de comunicação, bem como a extinção da tensão entre redação e assessores, por exemplo, gerada pela dobradinha tempo x ânsia por resultados. Pois bem, nós acreditamos que, mais do que simplesmente (con) viver em harmonia, precisamos construir juntos. Criar um processo colaborativo que nos permita unir fontes, aumentar chances de divulgação pela união de marcas, construir informação de qualidade com um movimento de cruzamento de dados é fundamental para ampliar mercado.

Temos vários clientes que utilizam há um tempo pautas conjuntas entre seus próprios clientes. Mas e se essas pautas reunissem clientes de várias agências? Afinal de contas, o jornalista precisa de fontes variadas e que confirmem a informação, certo? Resultado de um, resultado de todos. Talvez essa postura colaborativa possa ser uma das chaves para ampliar resultados. Nós gostaríamos muito de saber a sua opinião sobre isso.

Tendência de comunicação colaborativa – palavra de especialista

Quem aposta na comunicação colaborativa também pode contar com fontes que não necessariamente sejam seus clientes, mas que agreguem qualidade para as pautas e ajudem a emplacar matérias. Ter o aval de uma fonte extra é sempre um passo a mais na conquista do jornalista, que ganha em tempo de apuração. A definição de colaborativo ajuda a entender o processo: vem de ajuda, auxílio, cooperativo, produzido em conjunto. Ou seja, faz parte do contexto atual de eliminar a concorrência desnecessária e investir na ampliação de resultados pela união. Vamos juntos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}