Como você pode se organizar sem surtar?

Como você pode se organizar sem surtar?

O que a gente mais vê nas redes sociais são dicas sobre como se organizar durante o isolamento social. Tempo para o trabalho, para o lazer, hora para acordar, para se exercitar, para brincar com os filhos, até para olhar pela janela e ver o pôr do sol. Será que desaprendemos tanto assim de viver, simplesmente? A ideia aqui, hoje, não é te dar dicas ou passos, mas ajudar a pensar: dá para se organizar sem surtar?

São tantas lives, textos e postagens com dicas sobre como ”viver” na quarentena, como se organizar no dia a dia, desde a hora de acordar até parar e tomar uma xícara de chá, não é mesmo? Nós ficamos pensando: quando foi que paramos de simplesmente viver e passamos a ter realidades tão automáticas que, agora, precisam ser realinhadas?

A sensação que temos, ao ver esses conteúdos (e inclusive os nossos, viu?!)  é que nos tornamos extremamente robotizados. Temos testemunhos de clientes e parceiros que se sentem culpados ao parar, no meio do trabalho, para degustar uma xícara de café e olhar pela janela. Apenas porque atualmente estão em casa. Como se isso os tornasse menos produtivos, como se estivessem cometendo um crime ao se darem um momento de simplesmente parar e aproveitar o agora.

Inclusive, o poder do agora é nome de livro e tema de muitas palestras e vivências. O momento presente, no fim, é tudo que temos. Se organizar é preciso, inclusive, para poder viver cada etapa do dia sem surtar com as pausas ou a necessidade de para um pouco e (re) pensar a vida.

Se organizar bem, todo mundo consegue viver numa boa

A grande questão é que nesse caos que todos estamos vivendo, foi uma completa falta de organização do início e das etapas para chegar até hoje (veja nosso texto anterior aqui). Em cidades como São Paulo, por exemplo, já são mais de sessenta dias de isolamento social e esse período já está nos ensinando muito. Precisamos estar presentes, ao menos. Nem que seja observar melhor nosso próprio ritmo e encontrar uma forma única de se organizar.

Uma das grandes percepções que a pandemia trouxe foi de que, ao lado da discrepância social, existe uma unicidade de observação sobre o ser humano – como se todos nós nos comportássemos, ou devêssemos nos comportar, do mesmo jeito diante dos fatos. Como se fórmulas funcionassem para todo mundo igualmente.

Se não temos igualdade social, por que deveríamos ter igualdade pessoal? Nós acreditamos, inclusive, que somos seres únicos e que deveríamos ser tratados como tal, mas por um sistema que nos desse, obviamente, os mesmos direitos e as mesmas oportunidades para todos. Utopia? Obviamente. Levamos uma tortada na cara da realidade este ano, inclusive sobre meritocracia, certo?

Como se organizar sem surtar? Levando uma só pessoa em conta: você

Ok, fazemos parte de um conjunto social (ou de vários deles), fazemos parte de uma empresa, de uma startup, de um ou mais projetos. E tudo isso precisa estar na receita de bolo, que é única para cada um. No final das contas, só uma pessoa pode montar uma forma de organizar sua vida: você mesmo.

 

Precisa de mais horas de trabalho para ser feliz? OK. Produz melhor de noite do que de dia? Ok. Gosta de acordar cedo e se exercitar? Ok. É do tipo que precisa ler um livro por semana para se sentir satisfeito? Ok. Não interessa quem você seja, contanto que leve em conta as suas necessidades pessoais, de produtividade à satisfação, para criar a sua própria organização de vida.

Amanhã, não sabemos o que irá acontecer. Em algumas cidades, nãos sabemos quando o isolamento irá acabar. Não sabemos nem mesmo se naquelas em que já não existe mais, será necessário retomar. O que vemos é o dia de hoje e o que funciona para cada um de nós, o hoje. Então, leve isso em conta. Se organizar é preciso. Inclusive para não surtar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}