Assessores de imprensa precisam ser especialistas no ramo de atuação dos clientes?

Assessores de imprensa precisam ser especialistas no ramo de atuação dos clientes?

Assessores de imprensa: Quem nunca viu uma vaga de emprego que pede que o candidato a assessor de imprensa tenha experiência num ramo de atuação específico? Será que isso é realmente essencial?

Ao abrir o processo de recrutamento e seleção de assessores de imprensa, empresas e agências que atuam num nicho de mercado muito específico geralmente incluem nos requisitos obrigatórios a tal experiência na área ou editoria tal. Há uma tendência que leva a acreditar que se um jornalista já trabalhou na área farmacêutica ou agrônoma, por exemplo, terá um melhor desempenho do que alguém que jamais teve essa vivência.

Mas será que essa exigência é de fato necessário? A resposta mais provável é a clássica: “Depende!”. Não deveria ser um aspecto eliminatório, porém, cá entre nós, se o assessor trabalhava nesse ramo, já deve ter bons relacionamentos e a expertise sobre qual o jeito mais adequado de trabalhar cada assunto. E, assim, pode dar o resultado esperado com mais facilidade.

Um ponto deve ser levado em consideração durante um processo seletivo: o quão é importante que as empresas busquem oxigenar suas equipes. Vale pensar se trazer sempre para equipe pessoas que já trabalharam em um determinado ramo não pode trazer junto um certo olhar viciado de sempre fazer tudo meio parecido e dificultar ideias inovadoras.

A grande verdade é que existem assuntos que podem ser perfeitamente aprendidos e estudados em um curto espaço de tempo. E, por outro lado, há assuntos que não tem essa flexibilidade. É o caso, por exemplo, de entidades que possuem atuação política: entidades sindicais, partidos políticas, entre outros. Não se aprende como funciona o jogo político de um dia para o outro! É o típico assunto que a pessoa tem que gostar, tem que ter familiaridade, tem que gostar de assistir debates sobre temas como PECs, PLs, Reformas e afins. Concorda?

Assuntos específicos podem ser aprendidos por qualquer profissional? Sim! Entretanto, há dois fatores chaves para decidir se o profissional mais adequado para uma vaga é aquele que já domina o assunto ou aquele que precisará aprendê-lo: quanto tempo a empresa tem para alcançar resultados e qual suporte pode oferecer para desenvolvê-lo na fase inicial do trabalho. Vale a pena pensar nisso!

Conheça a ÚNICA PLATAFORMA COMPLETA DE GESTÃO ONLINE PARA JORNALISTAS!!! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}