Assessor de imprensa – cidadão do mundo

Assessor de imprensa – cidadão do mundo

A um passo do jornalismo e outro da publicidade, a assessoria de imprensa era tarefa das relações públicas. Acabou demorando para ser reconhecido como peça chave na divulgação de notícias. Hoje, o assessor é cidadão do mundo e pode atuar de muitas formas. Como anda sua relação com a profissão por aí?

O assessor de imprensa foi relegado a um segundo plano no mercado de notícias por muito tempo. Vindo das relações públicas, começou a abocanhar o mercado jornalístico e lembramos de quando não havia nem mesmo uma cadeira sobre o assunto nas faculdades de imprensa. O assessor acabava sendo um ser à parte, nem jornalismo e nem publicidade. E para explicar para a família o que se faz realmente? Será mesmo que hoje tem uma atuação tão ampla que pode ser considerado um cidadão do mundo?

Só que aí, o mercado cresceu. A quantidade de veículos de imprensa, com o advento da internet, ampliou consideravelmente, enquanto as redações se tornaram mais enxutas. Poucas pessoas para muitas pautas. Qual a solução? O assessor de imprensa! Hoje, o trabalho de divulgar notícias de empresas e marcas faz parte da rotina jornalística.

Editores e repórteres aguardam receber informações. Assessores são contratados exatamente para ajudar a publicar notícias, e por aí vai. Se ainda há muito a ser equalizado nesse serviço? Sim, e nós aqui na Press Manager trabalhamos para unir as duas pontas e tornar essa relação mais simples e coesa. Mas acreditamos que já melhoramos muito ao entender o papel em que cabe a cada um.

Olhar global, atuação local

Se o assessor trabalha para uma marca, é sabido que ele precisa, na verdade, estar com os olhos voltados para o que acontece no mercado de uma maneira geral. Os veículos de comunicação acabam ditando as ondas de notícias que ocorrem, mas o assessor de imprensa precisa estar a postos para entender como fazer parte dessa onda, como contribuir e como realizar o melhor trabalho dentro dela.

Se o assessor de imprensa ainda se sente um peixe fora d’água, muitas vezes, é porque se criou uma relação errada, a nosso ver, entre as partes envolvidas: perceber o assessor como um simples divulgador da marca, sem crivo jornalístico, é um erro tremendo. Existem profissionais que acabam se rendendo ao que o cliente quer e perdem um pouco a linha mais estratégica da notícia? Sabemos que sim.

Mas o que acontece, na visão mais ampla, é que um mercado complementa o outro. Um assessor que se preze sabe como funciona a redação e de que forma pode ajudar a desenvolver matérias com embasamento e dados. E busca exatamente disseminar essas informações, que sejam relevantes para o mercado e que possam ajudar no dia a dia de trabalho nas redações.

Para ajudar a melhorar e, até mesmo, estreitar essas relações, nós criamos o Press Voice, um aplicativo para que os jornalistas encontrem fontes de imprensa facilmente. Ou seja, de um lado os assessores têm mais uma ferramenta para apresentar seus clientes e suas expertises e dados, e, do outro, os jornalistas aproveitam melhor seu tempo e ainda tem à disposição mais informação. Assim, todos ganham!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.pressmanager.com.br/wp-content/uploads/2017/07/login-page-3.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: fixed;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container.dfd_stun_header_vertical_parallax {-webkit-transform: -webkit-translate3d(0,0,0) !important;-moz-transform: -moz-translate3d(0,0,0) !important;-ms-transform: -ms-translate3d(0,0,0) !important;-o-transform: -o-translate3d(0,0,0) !important;transform: translate3d(0,0,0) !important;}